Neste ano foram defendidas 8 teses.

Útlima atualização 22/03/2021

 

Allan Costa Stein

Título: Trajetória da construção [levar a cabo]: uma abordagem construcionista basedada no uso

Orientador: Maria da Conceição de Paiva

Páginas: 142


RESUMO

Com base na perspectiva da Gramática de Construções Baseada no Uso, esta tese propõe uma análise diacrônica das construções ativa e passiva com [LEVAR A CABO], a partir de um levantamento em textos escritos, representativos dos diferentes períodos do português e de diversos gêneros textuais, disponíveis no banco de dados do Corpus do Português (DAVIES; FERREIRA, 2006). Uma hipótese de partida deste estudo é que [LEVAR A CABO] constitui um padrão construcional por direito próprio e, portanto, apresenta propriedades tanto estruturais como semânticas que independem dos itens lexicais com os quais se funde. Assim, com o intuito de identificar as propriedades mais relevantes desta construção e de que maneira tais propriedadesse estabeleceram ao longo do tempo e interagem entre si, as ocorrências atestadas foram analisadas a partir de diversas variáveis. São considerados aspectos referentes ao estado de coisas como um todo, tais como valor semântico (‘concluir/realizar’), presença/ausência de modalizadores ou qualificadores da situação; bem como as propriedades sintático-semânticas dos dois participantes envolvidos na cena (indutor e afetado/efetuado). A análise permite depreender que a construção ativa ([Sn1 LEVAR A CABO Sn2]) e a construção passiva ([Sn (aux.) LEVARPP A CABO (SPrep)]) instauram a mesma cena básica, mas se distinguem especialmente quanto à perspectivação da cena, dado que a ativa focaliza o indutor do processo, ao passo que a passiva destaca o participante afetado/efetuado e coloca o indutor em segundo plano. A análise apresenta, ainda, evidências de que a construção [LEVAR A CABO], cuja atestação remonta ao século XVII, se liga, por elo de instância, ao esquema causativo/resultativo [Sn1 VCAUSA Sn2 VEFEITO] e, deste modo, se relaciona também, num nível mais alto, à Construção de Movimento Causado. Além disso, [LEVAR A CABO] se prende, por link de subparte, à construção semiesquemática [A(O) CABO DE SN], que, originalmente associada ao domínio do espaço, permite o desenvolvimento de significados ligados ao domínio do tempo.

Palavras-chave: Gramática de Construções; Mudança linguística; Construção [LEVAR A CABO].


ABSTRACT

Based on the Usage-Based Construction Grammar approach, this thesis proposes a diachronic analysis of the active and passive constructions with [LEVAR A CABO], based on a survey in written texts, representative of the different periods of Portuguese and of different textual genres, available in the textual database of Corpus do Português(DAVIES; FERREIRA, 2006). A starting hypothesis of this study is that [LEVAR A CABO] constitutes a constructional pattern in its own right and, therefore, has both structural and semantic properties that are independent of the lexical items with which it merges. Thus, in order to identify the most relevant properties of this construction and how these properties were established over time and interact with each other, the attested occurrences were analyzed using several variables. Aspects related to the state of affairs as a whole are considered, such as semantic value (‘to conclude’/ ‘to accomplish’); presence/absence of modalizers or qualifiers of the situation as well as the syntactic-semantic properties of the two participants involved in the scene (inducer and affected/effected). The analysis shows that the active construction [NP1 LEVAR A CABO NP2] and the passive construction [NP (aux.) LEVARPP A CABO (PP)] establish the same basic scene, but are distinguished especially in terms of the perspective of the scene, as the active construction focuses on the inducer of the process, whereas the passive construction highlights the affected/effected and puts the inducer in the background. The analysis also presents evidence that the construction [LEVAR A CABO], whose attestation dates back to the 17th century, is connected, by instance link, to the causative/resultative scheme [NP1 VCAUSE NP2 VEFFECT] and, therefore, is also related to the Caused-Motion Construction at a higher level. In addition, [LEVAR A CABO] is also linked, via subpart link, to the semi-schematic construction [A(O) CABO DE NP], which, originally associated with the space domain, allows the development of meanings related to the time domain.

Keywords: Construction Grammar; Language change; Construction [LEVAR A CABO].


Bruno Araujo de Oliveira

Título: A evolução da rede de construções causais no Português

Orientador(a): Maria da Conceição Auxiliadora de Paiva Páginas: 237


RESUMO

Esta tese tem como objetivo investigar a evolução da rede de construções causais no português. Mais especificamente, são focalizadas as construções conectivas causais, ou seja, construções causais que apresentam um conector, como porque, pois, já que e como, encabeçando a oração causal. A hipótese central é a de que a rede de construções causais tenha sofrido diferentes mudanças ao longo de sua evolução diacrônica, desencadeadas pelo uso da língua, conforme previsto pelo modelo da Gramática de Construções Diacrônica, principal referencial teórico assumido neste trabalho. Espera-se ainda que as diferentes construções causais apresentem propriedades de uso que as distingam umas das outras em cada estágio do português, tal como previsto pelo princípio da não sinonímia. Para verificar essas hipóteses, empreendeu-se um estudo em tempo real de longa duração, compreendendo os diferentes períodos da história do português, ou seja, do século XIII ao século XXI. A partir de um corpus diacrônico, composto por textos escritos em registro formal, examina-se um conjunto de propriedades formais e funcionais das construções causais atestadas. A análise forneceu evidências de que essas construções exibem mais similaridades do que diferenças entre si. Algumas mudanças construcionais foram constatadas na trajetória dessas construções, principalmente em relação ao tipo de conexão causal que estabelecem, confirmando, em alguns casos, a hipótese de (inter)subjetivização na trajetória de combinação de orações. Como esperado, diferentes mudanças observadas na trajetória dessas construções se refletiram na rede, como a emergência e o desaparecimento de construções causais bem como alterações em alguns de seus links.

Palavras-chave: Construção causal. Construção conectiva. Mudança linguística. Gramática de Construções Diacrônica.


ABSTRACT

This thesis aims to investigate the evolution of the network of causal constructions in Portuguese. More specifically, we focus on causal connective constructions, that is, causal constructions that have a connector, such as porque, pois, já que and como, heading the causal clause. The central hypothesis is that the network of causal constructions has undergone different changes throughout its diachronic evolution, triggered by the use of language, as predicted by the Diachronic Construction Grammar model, the main theoretical framework assumed in this research. It is also expected that the different causal constructions have properties of use that distinguish them from one another at each stage of Portuguese, as provided by the principle of no synonymy. To verify these hypotheses, a long-term real-time study was undertaken, comprising the different periods in the history of Portuguese, that is, from the 13th to the 21st century. Based on a diachronic corpus composed of texts written in formal register, we analyzed a set of structural and functional properties of the attested causal constructions. The analysis provided evidence that these constructions exhibit more similarities than differences between them. Some constructional changes were observed in the trajectory of these constructions, mainly in relation to the type of causal connection they establish, confirming, in some cases, the hypothesis of (inter)subjectification in the development of clause combining. As expected, different changes observed in the trajectory of these constructions were reflected in the network, such as emergence and disappearance of causal constructions as well as changes in some of their links.

Keywords: Causal construction. Connective construction. Language change. Diachronic Construction Grammar.


Carolina Piechotta Martins Santos

Título: A construção relacional do tipo SN1 de SN2 no português brasileiro

Orientador(a): Karen Sampaio Braga Alonso

Páginas: 158


RESUMO

Esta tese se dedica à descrição da construção relacional do tipo SN1 de SN2, no português brasileiro, em termos de sua natureza polissêmica, isto é, da possibilidade de se associar a diferentes sentidos que estariam relacionados, como finalidade, parte-todo, localização, entre outros. Essa construção relaciona dois elementos e, a partir dessa combinação, um novo significado emerge. A hipótese geral é a de que os sentidos veiculados pela construção em pauta podem ser associados a um modelo cognitivo de ponto de referência, conforme proposto por Langacker (1991, 2003). Para fundamentar essa proposta e investigar a polissemia da construção, coletamos dados de língua escrita no Corpus Discurso & Gramática e no Corpus do Português. Nossa análise está orientada pelo enquadre teórico da Linguística Baseada no Uso, por entendermos que a gramática de uma língua é modelada via processos cognitivos de domínio geral e ancorada na experiência do falante. Constatou-se que a construção relacional SN1 de SN2 é polissêmica e abarca dois domínios, POSSE e TIPIFICAÇÃO, que licenciam diversos sentidos relacionados.

Palavras-chave: construção relacional; polissemia; Linguística Baseada no Uso.


ABSTRACT

In this thesis, we will describe the relational construction NP1 de NP2, in Brazilian Portuguese, in terms of the different meanings this form can be associated with such as purpose, part-whole, location, among others. This construction relates two elements, with a new meaning merging out of this combination. The general hypothesis is that those senses conveyed by the construction in question present similarities that could be associated with Langacker’s reference-point model (LANGACKER, 1991; 2003). In order to support this claim and investigate the polysemy of the aforementioned construction, we collected data of written language in the Corpus Discourse & Grammar and in the Corpus of Portuguese. The analysis is based on a Usage-based perspective of language, which assumes that grammar is modeled by the general-domain cognitive process and is sensitive to the speaker’s experience. It was found that relational construction NP1 de NP2 is polysemic and covers two domains, POSSESSION and TYPIFICATION, wich licence several related senses.

Keywords: relational construction; polysemy; Usage-based Linguistics.


Daillane dos Santos Avelar

Título: As vogais médias pretônicas na fala Caravelense

Orientador(a): Maria Cecília de Magalhães Mollica Coorientadora: Marília Lopes da Costa Facó Soares

Páginas: 127


RESUMO

Esta pesquisa investiga as vogais médias pretônicas na fala de caravelenses residentes em Caravelas/BA e caravelenses residentes na Grande Vitória/ES. Para alcançar os objetivos, foram selecionados 16 informantes nascidos em Caravelas, 8 caravelenses que residem em Caravelas e 8 caravelenses residentes na Região Metropolitana da Grande Vitória (Vitória, Serra, Cariacica e Vila Velha). Os informantes foram distribuídos de acordo com as variáveis sociais: idade (17 a 30 e 31 a 50 anos), sexo/gênero (feminino e masculino), localidade (Caravelas/Ba e Grande Vitória/ES) e indivíduo (16). As variáveis linguísticas analisadas foram: nasalidade, vogal tônica, ponto de articulação da consoante precedente e ponto de articulação da consoante seguinte. Para o referencial teórico, utilizamos a Teoria da Variação e da Mudança Linguística, de William Labov (2008 [1972]), Weinreich, Labov e Herzog (2006 [1986]) e contamos com as pesquisas sobre as vogais médias pretônicas no Brasil, Bisol (1981), Yacovenco (1993) e Silva (1989). Os resultados mostraram que os caravelenses residentes em Caravelas apresentaram 46,2% para as médias fechadas [e o], seguidas das médias abertas (27,6%) [ ] e altas (26,1%) [i u]. Os caravelenses residentes na Grande Vitória apresentaram 56,1% para as médias fechadas, 21,8% para as médias abertas e 22,3% para as médias altas. Ao morar na Grande Vitória, a porcentagem diminui em relação às médias abertas e eleva em relação às médias fechadas. Caravelenses residentes na Grande Vitória favorecem o uso de vogais pretônicas médias fechadas, o que pode indicar acomodação linguística. Caravelenses residentes em Caravelas mantêm favoravelmente a pronúncia das médias fechadas e apresentam um percentual considerável de médias abertas e altas. Conclui-se que a pronúncia das vogais médias pretônicas é fortemente influenciada pela vogal tônica, variável que revela o processo de harmonização vocálica no alçamento e abaixamento das pretônicas. Além disso, verificou-se que a fala da Grande Vitória tende a não ser marcada, e que o Espírito Santo se localiza na zona natural de contato.

Palavras-chave: Vogais Médias Pretônicas, Variação Linguística, Contato Linguístico.


ABSTRACT

This research investigates the pretonic mid vowels in the speech of caravelenses residing in Caravelas/BA and caravelenses residing in Grande Vitória/ES. To achieve the objectives, 16 informants born in Caravelas, identified here as Caravelenses, were selected, 8 residing in Caravelas and 8 residing in the Grande Vitória Metropolitan Region (Vitória, Serra, Cariacica and Vila Velha). The informants were distributed according to social variables: age (from 17 to 30 and from 31 to 50), sex/gender (female and male), location (Caravelas/BA and Grande Vitória/ES) and an individual (16). The linguistic variables analyzed were: nasality, stressed vowel, point of articulation of the previous consonant and point of articulation of the next consonant. For the theoretical framework, we used the Theory of Variation and Linguistic Change, by William Labov (2008 [1972]), Weinreich, Labov and Herzog (2006 [1986]) and we rely on research on the pretonic mid vowels in Brazil, Bisol (1981), Yacovenco (1993) and Silva (1989). The results showed that residents of Caravelas had 46.2% for closed mid vowels [e o], followed by open mid vowels (27.6%)  ] and high mid vowels (26.1%) [i u]. Caravelense residents of Grande Vitória had 56.1% for closed averages, 21.8% for open averages and 22.3% for high averages. When living in Grande Vitória, the percentage decreases in relation to open averages and increases in relation to closed averages. Caravelense residents of Grande Vitória favor the use of closed mid pretonic vowels, which may indicate linguistic accommodation. Caravelense residents of Caravelas tend to maintain the pronunciation of closed averages and have a considerable percentage of open and high mid. It is concluded that the pronunciation of the pretonic mid vowels is strongly influenced by the stressed vowel, a variable that reveals the process of vowel harmony in raising and lowering the pretonics. In addition, it was found that the speech of Grande Vitória tends not to be marked, and that Espírito Santo is located in the natural contact zone.

Keywords: Pretonic mid vowels, Linguistic Variation, Linguistic Contact.


Flávia Diniz de Souza Coutinho

Título: Gritos de funk e mudança linguística

Orientador(a): Maria Cecília de Magalhães Mollica

Páginas: 231


RESUMO

Esta investigação diz respeito à possibilidade de comunidades de fala envolvidas com a gênese do funk carioca – mais especificamente o denominado funk de facção - implementarem mudança linguística. Partiu-se da percepção inicial de que jovens das classes dominantes da cidade fazem uso de construções oriundas de camadas populares, a partir da fruição dos funks. Para a verificação da hipótese, observou-se um grupo de jovens, que pouco ou nenhum contato direto têm com os protagonistas do movimento cultural, mas cujo contato com o funk é intenso e, de modo geral, confesso. Em um primeiro momento, a análise das letras, evidenciou a grande ocorrência de estruturas imperativas, que foram elencadas e analisadas. Posteriormente, aplicaram-se testes de atitude a um pequeno grupo desses jovens, com o intuito de perceber seu grau de adesão às construções imperativas em foco e ao próprio movimento cultural. Em paralelo à aplicação dos questionários, observaram-se, nessas estruturas, os mesmos padrões construcionais dos “gritos de guerra”, o que motivou a denominação “gritos de funk”. Investigou-se, também, a exemplo de Eckert (2000), se os jovens apresentavam traços linguísticos e extralinguísticos que concorreriam para a constituição de um estilo envolvido com a determinação de suas identidades e que os enquadraria em uma comunidade de prática. Por fim, a partir da tabulação e da análise dos questionários, constatou-se não ser possível atestar a existência de mudança linguística nos moldes de Weinreich, Labov e Herzog (1968). No entanto, há chances de os “gritos de funk” infiltrarem-se no sistema geral da Língua Portuguesa do Brasil, como inovações possíveis, em virtude de seus parâmetros estruturais. Percebeu-se, ainda, incorporação no léxico geral de um léxico restrito, oriundo do mundo funk.

Palavras-chave: Sociolinguística Variacionista, Comunidades de Prática, Crenças e Atitudes, Inovação Linguística, Funk Proibido de facção.


ABSTRACT

This inquiry focuses on the possibility of speech communities involved in the genesis of Proibido (forbidden) funk music in the city of Rio de Janeiro – more specifically the forbidden gang funk – to implement linguistic change. The starting point was a perception that young people from the upper classes of the city made use of linguistic constructions, native from less favored communities, due to their consumption of funk music. A group of young people who have little or no direct contact with the protagonists of the cultural movement, but whose contact with funk music is intense and generally confessed was observed in order to verify the hypothesis. At first, the analysis of the letters, showed many occurrences of imperative structures, which were listed and analyzed. Subsequently, attitude tests were applied to a small group of these young people, aimed at understanding their degree of adherence to the imperative constructions in question and to the cultural movement itself. In parallel to the application of the questionnaires, there was an observation of the same constructional patterns present in “war cries” in these structures and, for this reason, we started to call them “funk cries”. Furthermore, following the example of Eckert (2000), it was investigated whether the aforementioned young people presented linguistic and extralinguistic traits that could be considered to be part of a style involved in the determination of their identities and able to situate them in a community of practice. Finally, from the tabulation and analysis of the questionnaires, we came to the conclusion that it is not possible to attest the existence of linguistic change, along the lines of Weinreich, Labov and Herzog (1968). However, the “funk cries” may still be able to penetrate the general system of the Brazilian Portuguese Language as possible innovations due to their structural parameters. It was also noticed that a restricted lexicon from the world of funk music was incorporated into the general lexicon.

Keywords: Variationist Sociolinguistics, Communities of Practice, Beliefs and Attitudes, Linguistic Innovation, Forbidden Gang Funk


Jeane Cristina de Oliveira

Título: Léxico da Libras: em busca do merge

Orientador(a): Miriam Lemle

Páginas: 170


RESUMO

Esta pesquisa apresenta um estudo da Língua Brasileira de Sinais (Libras), focalizando o mecanismo de construção de significados de sinais complexos. O objetivo foi detectar fronteiras de sinais complexos formados por derivação por leitura composicional através do merge de um sinal base a um outro sinal, em comparação à construção de palavras complexas em português brasileiro. A Libras, como qualquer língua natural, possui características e regras gramaticais próprias, no entanto, é natural que receba influência da língua portuguesa. Uma evidência dessa influência é a formação de sinais por empréstimos (QUADROS e KARNOPP, 2004) produzidos através da soletração com a utilização do alfabeto manual. Por essa razão, os sinais analisados foram organizados de duas formas: i) famílias morfológicas de sinais a partir de traduções do português para Libras; ii) famílias morfológicas de sinais organizadas a partir da própria Libras. O propósito dessa estratégia foi comparar os processos sintáticos e morfológicos na formação de palavras e de sinais, por derivação por leitura composicional, na língua portuguesa e na Libras, e verificar se há alguma correspondência expressa por morfologia derivacional nas duas línguas. A teoria que disponibilizou as ferramentas para o desenvolvimento desta pesquisa foi a Gramática Gerativa na versão não- lexicalista da Morfologia Distribuída (HALLE; MARANTZ, 1993; MARANTZ, 1997), especificamente sob o olhar de MINUSSI e TAKAHIRA (2013), concernente à conceptualização dos parâmetros formadores dos sinais (FELIPE, 2006) como fonema e morfema. Os argumentos de MATHUR (2000) complementaram a teoria ao explanar que o uso do espaço empregado na produção dos sinais está organizado fora do sistema linguístico, e o tipo de articulador empregado não é importante para o nível sintático, uma vez que o nível sintático não possui informação fonológica. O resultado dessa pesquisa poderá contribuir com estudos relacionados à morfologia da Libras.

Palavras-chave: formação de sinais, parâmetros formadores de sinais, leitura composicional, Morfologia Distribuída, merge, Libras


ABSTRACT

This research presents a study of Brazilian Sign Language (Libras), focusing on the mechanism of construction of meanings of complex signs. The objective was to detect complex sign boundaries formed by derivation by compositional reading through the merge of a base sign to another sign, in comparison to the construction of complex words in Brazilian Portuguese. Libras, like any natural language, has its own grammatical rules and characteristics, however, it is natural that it is influenced by the Portuguese language. Evidence of this influence is the formation of loan signs (QUADROS and KARNOPP, 2004) produced through spelling using the manual alphabet. For this reason, the analyzed signs were organized in two ways: i) morphological families of signs based on translations from Portuguese into Libras; ii) morphological families of signs organized from Libras itself. The purpose of this strategy was to compare the syntactic and morphological processes in the formation of words and signs, by derivation by compositional reading, in Portuguese and in Libras, and to check if there is any correspondence expressed by derivational morphology in both languages. The theory that provided the tools for the development of this research was Generative Grammar in the non-lexicalist version of Distributed Morphology (HALLE; MARANTZ, 1993; MARANTZ, 1997), specifically under the perspective of MINUSSI and TAKAHIRA (2013), concerning conceptualization of the sign forming parameters (FELIPE, 2006) as phoneme and morpheme. The arguments of MATHUR (2000) complemented the theory by explaining that the use of space used in the production of signs is organized outside the linguistic system, and the type of articulator used is not important for the syntactic level, since the syntactic level does not have phonological information. The result of this research may contribute to studies related to the morphology of Libras.

Keywords: sign formation, sign forming parameters, compositional reading, Distributed Morphology, merge, Libras


Sabrina Lopes dos Santos

Título: Relações e Causa e o Uso dos Conectivos Porque e Já Que: Contribuições da Psicolinguística para a Educação/

Orientador: Marcus Antonio Rezende Maia Coorientadora: Daniela Cid de Garcia

Páginas: 273


RESUMO

Esta tese investigou o papel dos conectivos em sentenças que estabelecem relações causais entre orações de uma dada sentença, analisando mecanismos cognitivos da leitura ao comparar dois grupos com diferentes níveis de formação escolar, a saber, Ensino Fundamental (EF) e Ensino Superior (ES). Investiga-se também possíveis diferenças de processamento associados ao tipo de relação de causa (direta ou indireta) e ao tipo de conectivo (já que e porque) utilizado para relacionar as orações. Esta pesquisa se insere em um empreendimento que busca construir um diálogo entre a Psicolinguística e a Educação Básica, fornecendo dados experimentais que possam vir a contribuir para o desenvolvimento de materiais e de práticas pedagógicas de ensino-aprendizagem da leitura. Investigamos o processamento de sentenças, verificando o impacto do uso dos conectivos porque e já que no estabelecimento dessas relações. Comparamos as seguintes relações causais: causa direta, como em (1), e causa indireta, como em (2): (1) A aluna recebeu os parabéns porque/já que obteve sucesso no exame do ENEM; A aluna escreve textos bons porque/já que obteve sucesso no exame do ENEM. Em (1), a relação de causa é estabelecida a partir dos significados representados explicitamente pelos constituintes das orações; em (2), por outro lado, a relação causal depende da geração de processo inferencial a partir de informações implícitas, relacionadas ao discurso e/ou à situação pragmática de enunciação. Como veremos, a teoria gramatical aponta distinções sobre esses diferentes tipos de causa. Esta tese pretende por meio de metodologia experimental responder as seguintes perguntas: i) o uso dos conectivos porque e já que se relaciona com o tipo de relação causal ou esses itens são inteiramente intercambiáveis?; ii) As diferenças entre relações de causa direta e indireta podem refletir no custo de processamento? iii) quais propriedades da arquitetura gramatical podem atuar sobre possíveis diferenças de processamento?; iv) como estudantes de EF em oposição ao ES processam sentenças com tipos de relações causais distintos, considerando-se os subprocessos cognitivos de leitura? Por meio de metodologia experimental, realizamos julgamento de escolha de forçada, em que se avaliou a preferência de uso dos conectivos (já que ou porque), e rastreamento ocular, em que se avaliou o processamento das relações causais e a influência dos conectivos no processamento dessas relações. As hipóteses entretidas foram as de que há preferência de uso dos conectivos se associa ao tipo de relação causal que se estabelece entre as orações e que essa diferenciação, na modalidade escrita do português brasileiro, está relacionada ao desenvolvimento da competência leitora e, ainda, que, as orações causais indiretas seriam mais difíceis de serem processadas por dependerem de processos inferenciais no nível do discurso.

Palavras-chave: Relações Causais; Conectivos; Inferência; Psicolinguística; Educação.


ABSTRACT

This thesis investigated the role of connectors in sentences that establish causal relationships between sentences in a given sentence, analyzing cognitive mechanisms of reading when comparing two groups with different levels of school education, namely, Elementary Education (EF) and Higher Education (ES). It also investigates possible processing differences associated with the type of cause relationship (direct or indirect) and the type of connective (já que and porque) used to relate the sentences. This research is part of an undertaking that seeks to build a dialogue between Psycholinguistics and Basic Education, providing experimental data that may contribute to the development of teaching materials and teaching practices of reading. We investigated the processing of sentences, verifying the impact of the use of connectors because and since in the establishment of these relationships. We compared the following causal relationships: direct cause, as in (1), and indirect cause, as in (2): (1) A aluna recebeu os parabéns porque/já que obteve sucesso no exame do ENEM; A aluna escreve textos bons porque/já que obteve sucesso no exame do ENEM. In (1), the causal relationship is established from the meanings explicitly represented by the constituents of the sentences; in (2), on the other hand, the causal relationship depends on the generation of the inferential process from implicit information, related to the speech and / or the pragmatic situation of enunciation. As we will see, grammatical theories point out distinctions about these different types of causes. This thesis intends, through an experimental methodology, to answer the following questions: i) the use of connectors because and since it is related to the type of causal relationship or are these items entirely interchangeable ?; ii) Can the differences between direct and indirect causal relationships be reflected in the processing cost? iii) what properties of grammatical architecture can act on possible differences in processing ?; iv) how PE students as opposed to ES process sentences with different types of causal relationships, considering the cognitive subprocesses of reading ?. Through an experimental methodology, we performed a forced-choice judgment, in which the preference for using the connectors was evaluated (já que or porque), and eye-tracking, in which the processing of causal relationships and the influence of the connectors in the processing was evaluated. of those relationships. The hypotheses that were entertained were that there is a preference for the use of connectors if it is associated with the type of causal relationship that is established between the sentences and that this differentiation, in the written form of Brazilian Portuguese, is related to the development of reading competence and, that, indirect causal clauses would be more difficult to process because they depend on inferential processes at the discourse level.

Keywords: Causals relations; Connectives; Inference; Psycholinguistics; Education.


Viviane dos Ramos Soares

Título: HABITAR A LÍNGUA, HABITAR A CIDADE: pela construção de um trabalho discursivo no ensino de Língua Portuguesa

Orientador(a): Tania Conceição Clemente de Souza

Páginas: 217


RESUMO

A partir de uma interlocução entre a Análise de Discurso de orientação francesa e a História das Ideias Linguísticas no Brasil, buscamos desconstruir o imaginário de que o ato de ler e escrever envolve a atribuição de um sentido único e verdadeiro. Nosso interesse é o de, no contexto da Educação Profissional em Saúde, buscar interferir no ensino de Língua Portuguesa de modo que seja compreendido que os processos de significação são determinados historicamente. É a partir da construção de saberes sobre uma língua que pretendemos que o aluno, entendido como sujeito urbano escolarizado, compreenda que a língua portuguesa falada e escrita no Brasil hoje é resultado de embates ideológicos que se travaram em diversos espaços de circulação. Nessa direção, propomos um trabalho de formação em que a condição de habitar a língua, habitar a cidade decorre da possibilidade de restituição à língua e à cidade da falta de sentido para dar condições de autoria e cidadania. A interferência não se limitou à postura crítica. Apresentamos duas atividades de trabalho com textos, tomados como evidência material do discurso, realizadas com alunos matriculados no Ensino Médio Integrado. Não nos interessamos pelo o que se diz, mas sim pelo como se diz, ultrapassando a ênfase em análises estruturais dos conteúdos, a fim de conferir um tratamento político-ideológico ao ensino de Língua Portuguesa.

Palavras-chave: sujeito; língua; discurso; escolarização; urbanização; habitar.


ABSTRACT

From an interlocution between the French Discourse Analysis and the History of Linguistic Ideas in Brazil, we seek to deconstruct the imaginary that the act of reading and writing involves the attribution of a unique and true meaning. Our interest is that, in the context of Professional Education in Health, we seek to interfere in the teaching of Portuguese Language so that it is understood that the processes of meaning are historically determined. It is from the construction of knowledge about a language that we intend that the student, considered as a schooled urban subject, understands that the Portuguese language spoken and written in Brazil today is the result of ideological clashes that took place in different circulation spaces. In this direction, we propose a work of formation in which the condition of inhabiting the language, inhabiting the city derives from the possibility of restoring the language and the city from the lack of meaning in order to give conditions of authorship and citizenship. The interference was not limited to the critical posture. We present two work activities with texts, taken as material evidence of the speech, carried out with students enrolled in Integrated High School. We are not interested in what is said, but in how it is said, aiming at overcoming the emphasis on structural analysis of the contents as well as giving a political-ideological treatment to the teaching of the Brazilian Portuguese language.

Keywords: subject; language; discourse; schooling; urbanization; inhabit.


Agências de Fomento